Behind The Scenes #2: Thumbnails





Uma das partes que eu mais gosto no processo de desenhar uma nova história é a dos thumbnails. Eles são essenciais pra você não precisar rachar a cabeça bolando uma diagramação sendo que o trabalho já era pra estar correndo, sendo assim, fazemos um esboço muito rápido, pequeno só pra demarcar tudo pra depois fazer tudo com mais calma.

Nesse estágio eu não uso referência alguma, eu vou lendo o roteiro, bolando as divisões de quadro, vendo ângulos de câmera e coisas assim. Durante isso tudo eu vou tomando notas, tudo que eu não conheço, sejam palavras ou objetos que eu nunca vi eu grifo pra depois pesquisar tudo e deixar num grande arquivo único, dessa forma eu fico mais tranquilo enquanto desenho a página final, basta olhar no que eu já pesquisei por que normalmente é tudo o que eu preciso.

Essas 4 páginas acima são do primeiro capítulo de um dos projetos do momento pra mim. Terminei sexta-feira todos eles (são 22 páginas) e pra esse projeto específicamente eu tive que mudar um pouco meu esquema de thumbnails. A maioria das minhas histórias não precisa passar por aprovações demais, normalmente são curtas e auto publicadas, então faço um rafezinho MUITO tosco de modo que só eu entendo. Nesse aí não rolava fazer isso, um editor queria ver como eu resolvi cada cena, portanto não dava pra fazer algo ilegível, ainda tá bem simplório e tal, mas muito mais apresentável.

Como eu ainda não tinha feito isso antes, eu me perguntava a melhor forma de apresentar um thumbnail, já que eu nunca parei pra pensar que um dia eles pudessem ser encomendados por alguém. Foi quando olhei pro lado e vi minha prateleira de HQs, no meio tinha a edição definitiva de Batman: Ano Um publicada pela Panini em 2005. Na mesma hora eu lembrei que no final tinha uns "extras" com vários esboços do Mazzucheli, e o que mais me fez tirar o gibi da prateleira foi ter lembrado que lá tinha páginas originais (incluindo thumbnails) em tamanho real e descritos detalhadamente. Os thumbs dele vinham acompanhados de uma cópia do roteiro do Frank Miller e lá pude ver o que ele fazia. Não pensei duas vezes, peguei todas as medidas que ele usa e todo o processo de produção, que nada mais é do que numerar diálogo por diálogo pra depois colocar na página e dessa forma definir o posicionamento dos balões, deixando assim o espaço pra desenhar sem precisar ficar se preocupando com isso depois. Isso sem mencionar o fato de que é a melhor forma de apresentar para um editor, pois já que não da pra colocar todo o texto num "rascunhinho" fica então tudo indicado pra que ele possa conferir no roteiro cada fala e checar expressões faciais, corporais e coisas do tipo.

Assim, adotei em definitivo esse modus operandi que pretendo seguir daqui pra frente, sem me preocupar nem nada pelo simples fato do Mazzucheli saber o que faz, se ele faz assim é por que tá certo. =)

Bom, chega... tava com a mão coçando pra escrever um post mais técnico assim, detalhando processos de trabalho, exercita a mente e mata a curiosidade de quem se pergunta a melhor forma de produzir essas coisas, mas vou dosar melhor isso, nem sempre rola fazer esses "manuais...

Ouvindo: Peter Gabriel - Solsbury Hill

1 Responses to “Behind The Scenes #2: Thumbnails”

  1. # Anonymous Cadu Simões

    Ae Cara! Esse posts técnicos são legais, mas pra quem não é desenhista como eu, eles são um pouco "frios". Vc poderia escrever mais sobre a suas impressões sobre o seu trabalho. Como é a sensação de estar trampando pela primeira numa série dessa proporção. Coisas assim. =)

    Ah, e não esquece de me enviar o seu perfil pro site da Loser Graphics.
    Falou!  

Postar um comentário


Web Filosofia Ilustrada

Contato:
felipe@felipecunha.com

Quarto Mundo


RSS
www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Illustration / Ilustração. Make your own badge here.


© 2007 Filosofia Ilustrada | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
First Aid and Health Information at Medical Health