Meu amigo Cicero.


Quando fica muito complicado mandar um ser humano inteiro (no caso um artista) para participar de um evento no exterior,então nada melhor do que o seu mais eficiente porta-voz: o caderninho de desenhos.

O Braga foi convidado pela Moleskine a participar da London Book Fair, ele não estará presente, porém o seu caderno sim. Caderno esse que figura vários dos seus posts e há tempos estou pra perguntar onde ele comprou. Hoje decidi que chegando em casa mandaria um e-mail resolvendo este problema, mas saindo do trabalho dou de cara com uma pequena Saraiva e entro por puro instinto, só pra dar uma olhada geral. Dou de cara com o bendito.

Esse caderninho é especial, tem toda uma história e o genuíno mesmo é o da Moleskine, importado e caro. O que eu encontrei é o genérico brasileiro, o Cicero. =P ...Acho até maldade chamar de genérico pois é um trabalho caprichado que não deixa nada a desejar ao original, encadernação costurada que permite abrir o negócio até onde der sem estragar, dá pra usar várias páginas duplas o que aumenta o tamanho dos desenhos, em contra partida ao seu tamanho de bolso, mas de bolso MESMO, é do tamanho de uma carteira e até mais prático por que não tem bugigangas dentro e não ocupa espaço. O
Cicero custa menos da metade do preço e eu não pensei duas vezes antes de adotá-lo.

Agora, finalmente tenho um caderno decente, prático e com mil jeitos de utilizá-lo, isso sem contar toda a história por trás desse tipo de caderno, a qual cito em coisas "googladas" logo abaixo só pra não ter que usar minha redação horrível pra isso:

"Originalmente produzido por pequenos encadernadores franceses, Moleskine é uma lendária caderneta de bolso usada e eternizada por alguns dos melhores artistas, como Picasso e Van Gogh (que a usava para seus esboços em aquarela), e muitos escritores, dentre eles Hemingway. Em 1986, o último fabricante dos originais Moleskines parou sua fabricação para sempre. Mas, em 1998, uma companhia italiana trouxe o Moleskine de volta e com sua extraordinária tradição, a pequena caderneta de capa-dura-preta mais uma vez começou a viajar o mundo em diferentes e modernas versões."

Texto extraído do blog Gato Preto, clique aqui para ler o resto.

Agora tenho meu amigo Cicero sempre presente, registrando momentos. =)

Logo retornarei pra algumas boas novidades, uma delas com relação à imagem do post anterior.

Fui!

2 Responses to “Meu amigo Cicero.”

  1. # Anonymous Braga

    Fala, Felipe!

    Olha, os moleskines são legais mesmo. Tem de vários tipos, dois tamanhos e tem um elástico animal que deixa ele sempre compacto e fechado.

    São uns caderninhos muito metidos mesmo e por isso extremamente caros. Um grande na Livraria da Vila da Lorena tava uns R$120,00. Puta absurdo. Se vc for ver na Amazon é caro também. Conclusão, é caro sempre, mesmo se alguém te trouxer de alguma viagem. Eu tenho alguns "cíceros", vários já postados e apenas um moleskine, que ganhei de presente. Esse que foi pra Londres.

    Agora tenho mais, pq eles me mandaram, mas se for pra comprar é o Cícero mesmo. Ainda acho meio caro, mas é bom, até menor pra carregar e digo mais, o papel pega melhor a tinta da caneta e o lápis.

    Logo, se vc estiver com o Cícero, estará muito bem acompanhado, mas se ganhar um moleskine, use.

    Abrásss!  

  2. # Blogger Vitor Batista

    puxa, fiquei a fim de um desses, felipe! vai ser meu programa de fds procurar um!
    valeu pela dica!  

Postar um comentário


Web Filosofia Ilustrada

Contato:
felipe@felipecunha.com

Quarto Mundo


RSS
www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Illustration / Ilustração. Make your own badge here.


© 2007 Filosofia Ilustrada | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
First Aid and Health Information at Medical Health